sábado, 30 de maio de 2009

Rádios Ams precisam investir no conteúdo

A solução imediata para o rádio Am no interior é voltar a investir na qualidade do conteúdo. Mas como fazer isso em meio a crise econômica? São várias as respostas, mas creio que a melhor solução seja agir em grupo. Como assim? Associando-se as grandes redes. É o que pretende fazer, por exemplo, a Rádio 820 Am de Macaé com a Rádio Globo.

Duas coisas acontecem de imediato: a diminuição nos custos operacionais e o aumento da qualidade do conteúdo. Para não perderem espaço nas suas comunidades, a parceria sempre prevê horários locais para a comunicação direta da emissora com seu público mas próximo. A ponto mais questionável desta parceria é representação comercial e seus repasses. Normalmente as emissoras do interior tem suas representações comerciais, mas nem sempre isto significa um ganho significante.

As Associações de emissoras tem alertado que muitos dos representantes estão sobretaxando as tabelas em até 100%, sem que o radiodifusor saiba ou ganhe mais por isso. A própria Secom do Governo Federal tem se deparado com preços discrepantes na hora do planejamento da mídia rádio, tantas são as tabelas e representantes de uma mesma emissora.

Mas voltando a questão das parcerias entre emissoras, a mesma pode ser por um período curto de um ano. Caso dê certo o radiodifusor resolve se segue ou volta para o formato anterior. A única coisa que o radiodifusor não pode fazer é ficar parado, pois senão a saída é vender a emissora pra alguém com mais contato político ou religioso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário