segunda-feira, 22 de junho de 2009

Procura-se técnico em radiodifusão

O radiodifusores andam desesperados com a falta de técnicos experientes no mercado. O problema piora nos períodos de chuva, mas a coisa tá tão feia que qualquer probleminha nos transmissores vira um problemão por falta de mão de obra qualificada. Não precisa esperar pelo verão.

Seja em Campos, onde o brilhante Paulo Marcos (quinho) dá expediente em 03 emissoras, juntamente com o bravo Tião (Rádio Cultura, Continental, Difusora, entre outras), seja em Itaperuna, Bom Jesus do Itabapoana, São Fidélis, Pádua, etc... está todo mundo sofrendo as consequências. A coisa melhora um pouco para os lados do Rio de Janeiro, mas ninguém do norte noroeste que arriscar chamar um técnico ou engenheiro do Rio com a diária que é cobrada.

Até parece que não temos uma escola que forma técnicos e até graduados em telecomunicações, que podem ser aproveitados na radiodifusão. É bom que se diga, que com a escassez o profissional desta área está sendo muito bem remunerado.

Vale a pena tentar um estágio nas emissoras pra conferir o que estou escrevendo. Apesar de teles absorver a maior parte dos engenheiros em telecomunicações e, de lambuja, levar os técnicos, a radiodifusão é uma boa pedida, pois, além de necessitar muito deste tipo de mão de obra, ainda tem pela frente o desafio do Digital, quando ele vier.

2 comentários:

  1. Onde que precisa de tecnico em radiodifusão? aqui no RS está saturado mercado, pagando bem podemos negociar prestação de serviços, estou vendo isso já como sem futruro.

    ResponderExcluir
  2. -Não é realmente uma profissão recomendada, tanto por sua responsabilidade, quanto por periculosidades que a envolvem.
    -Atuei por mais de 20 anos, mas isso cansa demais e não traz retorno financeiro.
    ---ABRAÇOS DO PARDAL DO RS(Carlos A. de O. Freitas)

    ResponderExcluir